Núcleo de Estudos e Artes do Vale do Âncora
Terça-feira, 25 de Novembro de 2008
LEVAM OS OURIÇOS TODOS E NÃO DEIXAM NADA…

Na costa a norte de Viana do Castelo tem se assistido a autenticas varridelas nos ouriços do mar, onde dezenas de pessoas, na sua maioria mulheres contratadas, equipadas com fatos térmicos e com apetrechos metálicos de corte, rapam todos os ouriços que lhes aparecem pela frente de uma maneira organizada. Estes casos haviam sido registados há dias na praia norte em Viana, seguiu-se Carreço e esta semana foi em Afife.

 
Aqui cerca de duas dezenas de mulheres encheram mais de três dezenas de sacos de ouriços, prevendo-se que tenham levado mais de 600 quilos de ouriços, uma vez que segundo aqueles que ouvimos, cada saco levará mais de 20 quilos de ouriços.
Tudo isto acontece á vista das autoridades marítimas, sem que estas possam fazer seja o que for, já que as pessoas em causa estão autorizadas a fazer estas colheitas de ouriços, já que para tal adquiriram uma autorização.
Ora acontece que alguns daqueles que nos alertaram para esta situação, diziam ter alertado a s entidades marítimas, que se deslocaram a Afife, mas nada puderam fazer para evitar esta dizimação de ouriços, mas dizem que põe duvidas, em como estas pessoas podem utilizar objectos metálicos e adequados para esta captura, quando para os polvos e mexilhões, não são permitidas a utilização de bucheiros, ou faculhos.
 
Estas situações tem-se verificado em alturas de secas maiores, como aconteceu nos primeiros dias desta semana e estas situações tem sido alertadas por varias associações de defesa do ambiente, que consideram estas apanhas de ouriços em termos industriais, como nefastas para o meio ambiente desses locais marinhos.
Dizem ser urgente que haja uma legislação que venha a proibir que se continue a apanhar ouriços desta maneira para comercialização e para já consideram mesmo não ser legal a utilização de materiais metálicos adequados s estas capturas em massa.
Ao que conseguimos apurar, estas mulheres são contratadas por um empresário, que vai acompanhando os trabalhos de longe, depois os ouriços são vendidos a um empresário espanhol que em camião frigorifico os vem recolher ao local e por sua vez este vende-os para França e para o Japão, onde são muito apreciados.
 
Muitos, são os Afifenses indignados com esta apanha de ouriços em moldes industriais, bem como a Lei, que permite estas apanhas, já que foi feita uma Lei para vários tipos de pesca e apanha de mariscos, mas quanto aos ouriços tudo continua como antes, embora tenham varias associações de defesa do ambiente alertado para estes casos, que consideram graves para o ecossistema marinho local.
Várias pessoas alertaram as autoridades marítimas e estas estiveram no local, mas como quem manda é a Lei vigente, nada poderam fazer. A única maneira de estas entidades poderem actuar sobre estas apanhas, pode ser no facto de as pessoas estarem a utilizar diversos materiais que podem ser proibidos para a apanha de mariscos, tal como o bucheiro é para a apanha dos polvos.
 
Aqui podem-se ver alguns sacos cheios de ouriços que esperavam, para serem levados para o parque dos salmões, no entanto havia pelas dunas sempre aquele que diziam ser o chefe, a vigiar tudo e todos os movimentos no local, o que não deixa de ser uma surpresa, para quem está dentro da Lei nesta actividade.
 
Esta denuncia pública foi efectuada pelo blog http://afifedigital.blogs.sapo.pt/ e o NUCEARTES está solidário. Por isso, enviamos este texto para a comunicação social, para alguns blogs amigos e para as autoridades competentes como a Câmara Municipal de Viana do Castelo, Câmara Municipal de Caminha e Autoridade Marítima.


publicado por nuceartes às 16:51
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De OLima a 26 de Novembro de 2008 às 17:34
A pertinência do tema vai merecer referência do Ondas3 de amanhã.


De nuceartes a 27 de Novembro de 2008 às 10:44
Agradecidos pela colaboração.


De Carlos Pereira a 22 de Janeiro de 2009 às 13:08
Gostaria de informar os leitores deste blog sobre um novo projecto relacionado com as localidades de Portugal. Trata-se de uma Enciclopédia on-line, escrita em colaboração pelos seus leitores. O site, que se intitula Memória Portuguesa, usa o conceito Wiki, que permite a qualquer pessoa criar ou editar artigos existentes, melhorando a informação neles contida. Além disso, é possível introduzir comentários em cada artigo, promovendo assim o debate entre os utilizadores.

http://www.memoriaportuguesa.com/

Será dada especial relevância às memórias dos cidadãos, para que sejam preservadas tradições antigas, recordações de infância, ofícios, cantares, folclore e outras manifestações culturais.

Para podermos enriquecer os artigos de cada povoação com a informação correcta, nada melhor do que recorrer às autarquias ou a movimentos de cidadãos que se esforçam por promover as suas respectivas regiões. Estamos a solicitar a utilização de texto dos sites das Câmaras, Juntas de Freguesia e sites e blogs particulares, colocando a devida referência à fonte de origem.

Assim, gostaríamos de contar com o vosso apoio, permitindo-nos usar eventual informação pertinente e sugerir que divulguem esta iniciativa junto dos familiares, amigos e conterrâneos da vossa localidade. Será que poderiam incluir um link para a enciclopédia no vosso site ou blog?

Ficaremos a aguardar a vossa visita!

Cumprimentos,

Wikinet
www.memoriaportuguesa.com


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

ORDENAMENTO… COLIDE COM S...

Ainda sobre a Bandeira Az...

Movimentação de areias na...

Visita da Direcção do NUC...

Melro d'Água em edição di...

Qualidade da areia no “Mo...

Borrelho de Coleira Inter...

Nota de Imprensa

Proposta de valorização d...

A Masseira navega nos mar...

arquivos

Novembro 2017

Agosto 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Novembro 2016

Junho 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

links
Visitas
Free Counters
Free Counters
blogs SAPO
subscrever feeds